Versão mais recente disponível: v1.7.5

Data de lançamento: 4 de Dezembro de 2018

Disponível para: Android, Windows, iOS, Linux, MacOSX, Blackberry, Symbian, Meego/Harmattan e Pandora.

Download da última versão: baixe aqui


Postei ontem um vídeo rodando Need For Speed Most Wanted no Redmi Note 6 Pro usando o emulador Dolphin. A versão do vídeo foi lançada para o Nintendo Gamecube, que é idêntica às versões de PC, Xbox (original e 360) e Playstation 2. Claro, cada versão possui suas diferenças gráficas, sendo a de Gamecube a mais inferior no geral. No entanto, o importante é o jogo em si, que é um dos melhores jogos de corrida já lançados na opinião da maioria das pessoas que já jogou.



Infelizmente o jogo roda com uma taxa de FPS bem baixa, com média abaixo dos 20 FPS, o que pode ser um grande incômodo para alguns. Mas para mim, o fato de conseguir rodar o jogo, já é algo incrível. O Redmi Note 6 Pro conta com um chip Snapdragon 636, com CPU octa-core Kryo 260, na qual 4 dos 8 núcleos são baseados no Cortex-A73 rodando a 1.8GHz. Esses 4 núcleos são responsáveis pelo desempenho do emulador, pois são os núcleos de alta performance deste chip. Para fim de comparação, o Snapdragon 835 possui 4 núcleos baseados no Cortex-A73 (Kryo 280) rodando em até 2.45GHz (algumas versões também rodam a 2.35GHz), o que possibilita um desempenho bem melhor neste jogo e em outros.

Foi preciso reduzir o clock da CPU interna do emulador para 40% para se ter um áudio mais limpo. Caso o processador fosse mais potente, seria possível usar uma porcentagem maior e ter FPS mais altos, mas usar clocks mais altos com essa CPU só deixaria o áudio pior e a jogabilidade em slow motion. Eu também fiz o teste com OpenGL e Vulkan, e como é possível notar, o desempenho com OpenGL está melhor, assim como percebi em alguns jogos no PPSSPP. Mas isso não é falta de otimização dos emuladores, e sim problema de drivers incompletos das GPUs Adreno.

Comprei recentemente o Redmi Note 6 Pro da Xiaomi, equipado com o chip Snapdragon 636, na qual possui uma CPU baseada em 8 núcleos Kryo 260 big.LITTLE (4xCortex-A73 1.8GHz + 4xCortex-A53 1.6GHz) e GPU Adreno 509. Como já falei em um post anterior, essa seria um SoC mínimo para se rodar praticamente todos os jogo do PPSSPP em velocidade máxima, por ser o mais barato com a CPU equipada com núcleos baseados na arquitetura Cortex-A73. Apesar da CPU possuir núcleos bem potentes, ficando entre os antigos top de linha Snapdragon 810 e 820 no desempenho single-threaded, sua GPU é fraca comparada a dos antigos high-end, o que impossibilita rodar jogos mais exigentes em resoluções maiores que 2xPSP.

Os resultados foram dentro do esperado. Midnight Club 3 que é um dos jogos mais intensivos do PSP rodou com desempenho satisfatório no smartphone. Infelizmente os drivers Vulkan atuais das GPUs Adreno estão um pouco "bugados", o que impossibilita MC3 de ser jogado na versão mais recente do emulador usando a nova API. O que é uma pena, já que apenas através do Vulkan é possível rodar o jogo a 60 FPS. Com a API OpenGL o jogo fica variando entre 50 e 60 FPS usando a versão até a build 1.7.5-321, a partir da build 332 (a primeira disponível para Android depois da 321), o desempenho é mais baixo, entre 40 e 50 FPS, dessa forma eu preferi travar o jogo a 30 FPS mudando o clock da CPU virtual do PSP a um valor mais baixo.

Bom, ainda é possível rodar o jogo com Vulkan com pequenos bugs caso você use uma versão anterior do emulador, a 1.5.4, baixada diretamente do site oficial. Mas por que era jogável naquela versão e não nas mais recentes? Possivelmente entre a versão 1.5.4 e a 1.6 foi removido do emulador algum código que contornava os problemas de drivers atuais da Adreno. O problema não é com a API em si, já que na minha versão de PC o jogo funciona perfeitamente bem com GPU NVIDIA. E é bem provável que houve sim alguma mudança na maneira que o emulador gera os gráficos, pois a versão 1.6 veio com várias mudanças na parte de emulação da GPU, e grande parte do código precisou ser refeita para se tornar compatível com o novo Multi-threading OpenGL.

Eu gravei esse rápido vídeo apenas para mostrar que o jogo é perfeitamente jogável a 30 FPS usando OpenGL na versão mais recente, e ainda com a resolução 3x (equivalente a qualidade HD). Para rodar a 60 FPS, seria necessário reduzir a resolução para 2x, o que é um preço aceitável a se pagar. Em breve gravarei um vídeo rodando na versão 1.5.4 com Vulkan. O vídeo foi gravado usando a build 1.7.5-339 (é possível ver no começo do vídeo), mas por apresentar alguns problemas de forced close e desempenho mais baixo com OpenGL, como já citado, é recomendado utilizar a build 321 ou menos recente.


Talvez muitos não saibam, mas o PPSSPP tem uma lista de compatibilidade que é baseada no feedback dos usuários do emulador. A lista é bem completa e possui várias informações úteis. Você pode conferi-la acessando o link: https://report.ppsspp.org/games

Ao acessar o link você verá uma lista em ordem alfabética dos jogos reportados para o servidor, ao lado verá a região e a versão de cada jogo, depois vem a compatibilidade baseado nas reportagens feitas, em seguida a avaliação média feita pelos usuários de 0 a 3 estrelas.

Na parte de cima você pode ver algumas tags da situação de compatibilidade e a quantidade de jogos registradas nelas, caso queira filtrar jogos registrados em apenas uma delas, basta clicar. Ao lado das tags tem um filtro de região onde você pode escolher mostrar jogos apenas da região selecionada, e mais ao lado uma caixa de pesquisa, caso queira procurar por algum jogo.



Digamos que você tenha achado o jogo que estava procurando, você pode clicar no nome dele e acessar uma página onde você poderá ver screenshots, o registro de todos os feedbacks com informações da data do feedback, plataforma, GPU, versão do emulador usada, a compatibilidade que foi reportada, a avaliação do usuário, e caso tenha sido usada alguma configuração diferente da padrão do emulador, ela também será exibida em baixo. Veja um exemplo:


Se você quer ajudar nessa lista de compatibilidade, é muito simples participar, basta abrir o emulador, ir em Configurações, depois Sistema, e marcar a opção "Habilitar relatos de compatibilidade ao servidor".



Obs: para esta opção ficar disponível, você não pode usar nenhum tipo de configurações hack (alteração no clock da CPU virtual, usar cheats, etc).

Depois disso aparecerá no menu pausa do emulador a opção "Reportar Opinião", lá você pode dizer como está sendo sua experiência e enviar ao servidor. Obs: necessário ter conexão com a internet.


Com pouco mais de 4 meses depois do lançamento da última versão oficial do emulador PPSSPP, a versão 1.6.3, vestígios de que a versão 1.7.0 está para sair já estão nos códigos do emulador:


A build v1.6.3-580-g6d1d04be5 adicionou ao arquivo README.md novas informações sobre a versão 1.7.0. Um arquivo README ("leia-me" em inglês) traz algumas informações importantes sobre o projeto, incluindo as mudanças nas últimas versões. E ele ter sido atualizado agora, indica que a nova versão está para sair. Aqui está o que foi escrito:


Tradução:

O que há de novo na 1.7.0

*Correção para travamento instantâneo no Galaxy Note 9 e alguns dispositivos Xiaomi (#11441)
*Melhoria no intervalo de alcança de vértices na maioria das plataformas, conserta o jogo DTM: Race Driver e similares (#11393)
*Grande aumento de velocidade em alguns jogos das séries Gundam e Earth Defense Force (#10973)
*Correção para problemas com shaders de pós-processamento no OpenGL 3+ (#11182)
*Correções para troca na saída de som no Windows (WASAPI) (#11438)
*Detecção de dispositivos DirectInput enquanto estiver funcionando (#11461)
*Integração simples do Discord (#11307)
*Novas APIs de depuração (#10909)
*Troca de tarefas muito mais robusta (corrige problemas com GPD XD) (#11447)
*Otimizações na decodificação de texturas (#11350)
*Vários e vários bugs e problemas de compatibilidade corrigidos

No geral esta nova versão virá para corrigir mais problemas específicos do que gerais, por esse motivo muitos não notarão diferenças após a atualização. 
Como não existe muito conteúdo para postar sobre o PPSSPP ultimamente, decidi falar sobre alguns emuladores que eu conheço, como já foi o caso do Dolphin. Desse vez falarei um pouco sobre o RPCS3, o primeiro emulador de PS3 que funciona. Apesar de "rodar" alguns jogos, ele é bem lento por se tratar de um software muito recente, em fase Alpha. Muitos jogos possuem bug gráficos graves, recentemente foram feitos grandes evoluções nessa questão.

Nenhum hardware de computador atual é capaz de rodar esse emulador de forma satisfatória. É claro que existem poucas exceções, como é o caso do God of War (I e II), um remaster do PS2 que roda bem, apesar da taxa de FPS ser instável, é um jogo 60 FPS, mas que chegou a rodar com mínimas de 20 aqui (tudo bem que meu PC é antigo). Outro jogo que roda bem é o Demon's Souls, esse já roda com uma taxa de quadro mais estável, sendo um jogo 30 FPS. Não cheguei a testá-lo, mas vi que roda bem até em hardwares antigos.

Tenho certeza que é o sonho de muitos fãs do Playstation 3 poder jogar no PC jogos exclusivos, como The Last of US, as séries God of War, Uncharted e Gran Turismo, e se tratando de um emulador, seria até possível rodá-los em 4K. Infelizmente esses jogos não rodam bem ainda, mas tem havido grandes melhorias nos últimos meses, e um dia será possível jogá-los sem problemas no PC.

O PS3 possui um arquitetura bastante complexa, o que foi o principal ponto fraco do console no desenvolvimento de jogos, o que deu muita dor de cabeça para os desenvolvedores (também para desenvolvedores do emulador). Por isso é possível muitas vezes ver seu concorrente, o Xbox 360, se dando melhor em alguns jogos, justamente por ter uma arquitetura muito parecida com a do PC, facilitando o desenvolvimento e otimização. Porém, como um possuidor do console, posso afirmar que em jogos exclusivos (feitos pela própria SONY), a superioridade gráfica é visível comparando aos jogos multiplataformas.

Caso queira conhecer mais sobre o progresso do emulador, testar ou apoiar o projeto, acesse o site oficial: https://rpcs3.net/

Vou deixar também o teste que eu fiz rodando God of War II remasterizado no meu PC, para finalizar.


Talvez muitos já conheçam o emulador Dolphin, um emulador que permite rodar grande parte dos jogos feitos para Nintendo Gamecube e Wii. Para quem não sabe, o Nintendo Gamecube foi um dos concorrentes do Playstation 2 na 6ª geração de consoles. Apesar do Playstation 2 sem duvida ter sido o console mais popular e mais vendido dessa geração (e todas até agora), o Gamecube ainda fez bastante sucesso, principalmente por seus exclusivos. É desconhecido pela maioria, mas o Playstation 2 possuía o hardware mais fraco entre os concorrentes, mas conseguiu se tornar popular inicialmente por ser sucessor do Playstation 1 e por ter sido fácil de ter seu sistema burlado, facilitando a pirataria.

O enorme ponto fraco do Gamecube foi não ter aderido ao DVD-ROM, o que o levou a usar mini discos com limitação de 1.5GB de armazenamento, o que impediu que vários títulos multiplataforma fossem lançados para o console. Os jogos multiplataforma lançados geralmente contavam com baixíssima qualidade nas texturas, pois foi necessário sacrificar a qualidade das imagens para caber nos discos. Mesmo o Gamecube não recebendo grandes títulos dessa geração, o Gamecube ainda conta com vários clássicos que marcaram a infância e adolescência de muitos jogadores, sem falar nos exclusivos de grande sucesso que apenas os consoles da Nintendo podem oferecer, sem dúvidas era sua principal arma contra os concorrentes.

O emulador Dolphin permite que você rode jogos desse console em seu computador e até mesmo em seu smartphone. Mas atenção: para rodar esse emulador é necessário muito mais do que um smartphone capaz de rodar PPSSPP. Mesmo os atuais chips mais potentes têm dificuldades em vários títulos, mas ainda sendo capazes de rodar muitos deles com ajuda de hacks. Jogos mais simples podem rodar até mesmo em chips intermediários sem muitos problemas. É possível até rodar games mais leves lançado para o Wii.

A versão do emulador para Android não atrai muito o interesse dos desenvolvedores principais, na verdade ela foi produzida por um pequeno grupo de desenvolvedores e hoje praticamente não sofre muitas alterações significantes. Praticamente uma ou duas pessoas ainda cuidam de uma coisa ou outra no projeto. O principal motivo disso, além da falta de poder dos smartphones atuais, é o que eu já venho dizendo em vários posts, a qualidade dos drivers das GPUs mobile é muito ruim. Isso causa um grande desinteresse para os desenvolvedores, pois muitas pessoas acham que os problemas causados por eles são culpa do emulador em si.

Além dos drivers, temos as limitações já esperadas de um dispositivo móvel, que é o controle de energia e temperatura. Para economizar bateria ou evitar altas temperaturas, muitas a velocidade do processador é limitada (não podendo atingir seu desempenho máximo) ou reduzida após algum tempo de uso. E isso faz com que a experiência em jogos, e principalmente emuladores, seja muitas vezes insatisfatória. O mercado vem trabalhando em processadores mais eficientes para minimizar esse problema, e nos últimos anos tem havido muita evolução.

Tirando esses problemas, o emulador está em um estágio muito avançado (versão 5.0), ou seja, é garantia de que a qualidade da emulação em hardwares que atendam seus requisitos. Os únicos Android que não sofrem por limitação de drivers são os dispositivos equipados com NVIDIA Tegra X1 (tablets ou TV boxes). Por ser um hardware antigo, ele possui um processador razoável comparado aos padrões atuais (baseado em um conjunto de núcleos Cortex-A57 e Cortex-A53), porém consegue um desempenho admirável graças aos seus drivers padrão NVIDIA, uma das duas maiores marcas no mercado de GPUs para jogos.

O Snapdragon 845, o chip mais potente da Qualcomm em 2018, conta com quatro núcleos baseados no Cortex-A75 a 2.8 GHz e mais quatro Cortex-A55 a 1.8 GHz. Seu desempenho no emulador pode ser considerado razoável, muitos jogos rodam em velocidade máxima, como o clássico Resident Evil 4 e uma grande parte dos jogos de Gamecube que rodam a 30 FPS, mesmo muitos deles contando com ajuda de hacks. Jogos que rodam a 60 FPS são um dos que dão mais trabalho para emular, e muitos deles não rodam bem nesse hardware, com poucas exceções.

Chips intermediários, como o Snapdragon 660 também mostram um desempenho interessante no emulador, assim como os intermediários de entrada Snapdragon 636 e 632, que é um pouco mais fraco. Como já expliquei em postagens anteriores, o que manda no emulador geralmente é o núcleo mais potente da CPU. Os chips Snapdragon 660, 636 e 632 contam com núcleos Cortex-A73 em seus processadores, quatro a 2.2 GHz no 660, quatro a 1.8 GHz no 636 e dois a 1.8GHz no 632. Emuladores não costumam levar tanta vantagem em grandes quantidades de núcleos do processador, portanto geralmente a diferença de desempenho entre ele se dá pela frequência (GHz).

O SoCs com processadores compostos por apenas núcleos Cortex-A53 ou Cortex-A55 muito dificilmente irão rodar jogos de forma satisfatória. Entre esses estão os chips de entrada, como por exemplo: a série Snapdragon 400, série Snapdragon 600 com numeração abaixo de 650 (com exceção dos Snapdragon 636 e 632). Não citarei modelos de outras marcas, como a Mediatek, pois até mesmo seus chips com Cortex-A72/A73 possuem desempenho muito baixo por conta das GPUs Mali (drivers ruins).

É possível que dentro de alguns anos tenhamos smartphones totalmente capazes de rodar a grande maioria dos jogos no emulador Dolphin sem grandes problemas, como é o caso do emulador PPSSPP hoje. Era impensável rodar jogos de PSP num smartphone anos atrás, e hoje vemos isso acontecer com muita facilidade. Mas não espere milagre com a tecnologia atual, caso tenha interesse de testar esse emulador, acesse o site oficial ou baixe a versão do emulador na Play Store. (Obs: necessário ter Android 64-bit).
Decidi criar essa postagem especificamente para discutir sobre o escalonamento de resolução do emulador PPSSPP e o impacto no desempenho em smartphones, já que quase qualquer placa de vídeo atual rodará o emulador tranquilamente em altas resoluções. Se você quer saber mais sobre o assunto, continue a leitura.

Neste Sábado (26/05), foi lançada a nova versão do emulador, v1.6, trazendo diversas melhorias que impactam diretamente no desempenho do emulador. Devido alguns bugs, a versão da Play Store demorará um pouco parar sair, mas quem quiser já pode baixar o APK no site oficial.

A seguir as mudanças presentes nesta nova versão:

-Backend OpenGL agora suporta corretamente o multithreading, dando um bom impulso de velocidade.
-Várias melhorias de desempenho no Vulkan (como # 10911) e correções na alocação de memória.
-Melhorias no desempenho do interpretador de comandos da GPU (# 10658).
-Várias correções para troca de aplicativos e widgets (# 10855) no Android.
-Correções de bugs e algumas melhorias de desempenho no compilador ARM64 JIT e no interpretador IR.
-Cache Shader habilitado para Vulkan.
-Várias correções no iOS, incluindo o JIT (# 10465) e o navegador de arquivos (# 10921).
-Compatibilidade aprimorada no Mac (# 10113)
-ID de correção de substituição de textura (nota: algumas texturas de 1.5.4 podem se tornar incompatíveis).
-Correções no multiplayer ad-hoc (# 8975).
-Suporte Vulkan no Linux / SDL (# 10413).
-Suporte Retroarch.

Como eu já venho falando há um bom tempo, a principal novidade desta nova versão é o multithreading OpenGL, que vai ajudar bastante processadores fracos a rodar o PPSSPP de forma muito melhor. Agora o emulador funcionará melhor em processadores dual-core ou mais núcleos, trazendo um desempenho, muitas vezes, próximo ao Vulkan.

Para baixar a última versão, acesse o site oficial: http://ppsspp.org/downloads.html
Seja bem-vindo(a)! Esse é um guia completo para iniciantes que querem entender todos os recursos contidos no emulador PPSSPP. O propósito deste guia é resolver das dúvidas mais simples até as mais complexas da maneira mais intuitiva possível.

Obs: As imagens abaixo estão em inglês porque também utilizarei as mesmas para o guia em inglês do fórum, porém o emulador já é traduzido para Português do Brasil. Tenha o emulador aberto para facilitar o entendimento.


Estou aqui para divulgar um trabalho muito legal de um dos acompanhadores (Phil Carlosvick é o nome dele no Facebook) da página do blog no Facebook que está criando um mod de texturas em HD para o God of War: Ghost of Sparta, o jogo que já tem um gráfico muito bonito e pode ficar ainda melhor com texturas de alta qualidade.

Esse é um pequeno vídeo que ele publicou mostrando como está o trabalho dele:


Como dá pra ver, está muito legal. Quem quiser saber mais entre em contato com ele no próprio canal ou procurá-lo no Facebook.
Todos os Direitos Reservados para PPSSPP. Site criado em 25 de Janeiro de 2013. Tecnologia do Blogger.

Visualizações

Canal do YouTube

Seguidores